FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA

Hoje vamos falar um pouquinho  da fisioterapia respiratória e motora.
A fisioterapia respiratória pediátrica é uma especialidade dentro da área da fisioterapia que previne e trata as complicações do sistema respiratório.Quando acontece uma complicação no pulmãozinho da criança, pode ocasionar um aumento de secreção (catarro). Algumas crianças tem maior facilidade de acumular secreção nos pulmões, devido ao mal tempo, que deixa os pulmões mais úmidos. Lembrando que o sistema respiratório de seu filho ainda está se desenvolvendo e se fortalecendo.

 Como a fisioterapia pode ajudá-lo ?

Eliminando a secreção dos pulmões e mantê-los expandidos, evitando assim as infecções pulmonares como as pneumonias, bronquiolite, entre outras doenças.

 Por que o acúmulo de secreção é prejudicial para a criança?

Porque a secreção acumulada dificulta a respiração e a oxigenação, fazendo com que seu filho (a) respire mais rápido e fique mais cansado.

Quando a fisioterapia respiratória é necessária?

As manobras e exercícios respiratórios desgrudam e movimentam as secreções que estão presas dentro dos pulmões, deixando as secreções mais fácies de serem eliminadas pela tosse ou aspiração (método realizado em hospital ou em atendimento domiciliar pelo fisioterapeuta).

A criança pode chorar e ficar vermelhinha durante a terapia, porém a técnica não fará mal algum ao seu filho, pelo contrario, só trará benefícios.

Com a fisioterapia respiratória, seu filho terá uma boa evolução respiratória, e o tempo desta doença pode ser reduzido.

 

FISIOTERAPIA MOTORA

Quando meu filho deve fazer fisioterapia motora?

Tem algumas indicações para poder realizar esse estimulo a criança. Vamos pensar em um bebezinho que nasce com síndrome de Down. Esses bebês tem um atraso no desenvolvimento motor em relação às outras crianças.

Normalmente uma criança fica sentadinha “durinha” em média com 6 meses,mas as crianças com esta síndrome demoram um pouco mais.

Ou então, vamos pensar nas crianças prematuras. Elas também demoram um pouco mais para desenvolver normalmente a função motora, devido ao nascer antes da hora. Nestes casos a fisioterapia trabalha para estimular o desenvolvimento motor da criança, com brinquedos, bolas, posições, entre outros recursos. A criança responde bem a esse tipo de tratamento e começam a desenvolver melhor a sua função de acordo com cada etapa de vida.

Agora vamos pensar em uma criança que tem dificuldade para andar porque tenta andar na pontinha do pé. A fisioterapia também vai atuar na melhora dessa marcha, ensinando todas as fases a criança. Existe uma infinidade de funções para a fisioterapia atuar com seu filho. E o fato dele precisar fazer algum tratamento fisioterápico, não significa que ele esteja doente.

Sempre procure um bom profissional para atender seu filho, e sempre peça orientações ao fisioterapeuta.

Fonte: crechesegura

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *