Como acessibilizar conteúdos para pessoas cegas ou com baixa visão?

Foto de Karina Zhukovskaya

Imagens, podcasts, textos e vídeos são alguns dos formatos de conteúdo disponíveis nesse imenso oceano chamado internet. Infelizmente, a acessibilidade não é nem um pouco proporcional à quantidade de material existente na rede. Por causa disso, muitas pessoas com deficiência são privadas do acesso à assuntos que poderiam informá-las ou entretê-las. 

Segundo a pesquisa PNAD 2014, cerca de 57% dos usuários frequentes da internet no Brasil apresentam algum tipo de deficiência. Em contrapartida, um levantamento realizado pelo Movimento Web para Todos, apontou que apenas 0,74% dos sites brasileiros são acessíveis. Há muitos internautas e pouca inclusão digital. 

Para tentar mudar esse cenário, observado também em outros países, existe a ferramenta Youdescribe. Nela é possível gravar, com a sua própria voz, audiodescrição para vídeos no Youtube a sua escolha. 

O que é audiodescrição?

É um recurso que consiste em traduzir imagens em palavras. Auxilia pessoas cegas ou com baixa visão a ter acesso a vídeos, filmes, fotografias, pinturas etc.

Como funciona o Youdescribe?

Youdescribe

Na aba ”Lista de Desejos” há sugestões de vídeos para serem descritos, mas através da ferramenta de busca é possível encontrar canais e conteúdos apenas em português. O link do Youtube também pode ser colado na caixa de pesquisa.

O Youdescribe irá pedir permissão para acessar o seu microfone, e então a audiodescrição já pode começar a ser feita! 

Boas práticas:

  • É indicado realizar primeiro a descrição escrita no bloco de notas à direita do vídeo e posteriormente gravá-la em áudio;
  • Tentar fazer a gravação em um ambiente sem muito barulho;
  • Não emitir sua opinião;
  • Descrever o que vê: o que/quem aparece, onde, as ações, o tempo, o enquadramento, características físicas, roupas, cores e outros elementos visuais;
  • Descrever cada pessoa/personagem por vez;
  • Não interpretar o que está sendo mostrado, mas oferecer informações para que a pessoa interprete.
  • Usar linguagem clara e objetiva, adequada ao público-alvo;

Se é do seu interesse tornar a internet mais acessível, essa é uma alternativa de trabalho voluntário que contribuirá para isso! 

Fonte: 

A audiodescrição e o uso dos seus princípios nas descrições informais — Instituto Federal da Paraiba IFPB

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.