Com a diminuição do gasto da instituição com energia elétrica após a instalação, instituição pretende investir em novos projetos e na alimentação dos alunos

A Pequena Casa da Criança lançou no dia 12 de março a campanha “Energia Solar na Pequena Casa da Criança“, com objetivo de arrecadar recursos para a instalação de placas fotovoltaicas no ginásio da instituição, na vila Maria da Conceição, em Porto Alegre. A energia solar é considerada uma energia limpa, renovável e sustentável, que possibilita a redução de até 95% por mês na conta de energia. Economia importante para uma instituição que depende de doações para manutenção dos atendimentos. 

– Nos preocupamos muito com esta questão ecológica e um engenheiro nos ofereceu esse projeto. Pensando no nosso planeta, na economia financeira, nós lançamos a ideia. Gastamos cerca de R$ 12 mil por ano com a luz, e com a redução desse valor teremos condições de aplicar em outras áreas– explicou a presidente da instituição, Irmã Pierina Lorenzoni, 76 anos. 

As placas serão colocadas no ginásio de esportes, onde também funcionam as atividades de turno inverso das crianças atendidas pela Pequena Casa, a orquestra e o grupo de idosos. O valor economizado será usado pela entidade para investimentos em novos projetos e na compra da alimentação dos alunos.

A meta inicial é arrecadar R$ 31.285,00 para instalação de 14 painéis solares. O link do financiamento coletivo ficará disponível por 60 dias. Lá é possível acompanhar o andamento da campanha. Até o fechamento desta edição, 22% do valor esperado havia sido atingido. Se o recurso esperado não for angariado no prazo estabelecido, o dinheiro é estornado para os doadores. 

Comunidade envolvida

Um dos objetivos da Pequena Casa da Criança é gerar renda para a comunidade, por isso, o projeto prevê ainda a capacitação e participação de mão de obra local na instalação e manutenção das placas. Serão selecionados homens e mulheres do bairro para um curso básico de instalação de sistemas solares. 

O engenheiro mecânico Mauricio Susin, 37 anos, idealizador do projeto de energia solar, disse que a intenção é localizar eletricistas da comunidade ou pessoas que já tenham alguma experiência na área.

Fernando Gomes / Agencia RBS
Irmã Pierina mostra o site da campanhaFernando Gomes / Agencia RBS

– Eles são remunerados pelo serviço e receberão treinamento. Hoje, no Brasil, existe uma revolução no âmbito da energia solar e nós queremos democratizar isso na periferia – salientou.

Segundo Susin, a instituição foi escolhida pelo reconhecimento do trabalho desenvolvido e porque poderá servir de exemplo para iniciativas similares, no futuro. 

A Pequena Casa da Criança atende em torno de 600 crianças e adolescentes em situação de extrema vulnerabilidade social. Atua principalmente nas áreas de educação infantil e ensino fundamental, profissionalização, mobilização comunitária e de assistência social. Os serviços fornecidos são gratuitos e financiados com recursos próprios, através de doações e parcerias com pessoas físicas e jurídicas, e também com apoio do município.

Fonte: gauchazh.clicrbs

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *